OS OLHOS EXIGEM CUIDADOS NA PRÁTICA DE EXERCÍCIOS

Quem decide se dedicar a algum esporte geralmente busca fazer um check up antes de iniciar uma atividade física. Porém, muitos esquecem de dar a devida atenção aos olhos que exigem cuidados especiais para garantir o bem-estar durante a realização de exercícios.
“Sempre falamos sobre a importância de consultar um oftalmologista de forma regular. E – no caso dos atletas – esse alerta merece ser priorizado, pois apenas um acompanhamento por parte de um especialista em saúde ocular é capaz de prevenir lesões futuras, diagnosticar problemas de visão e tratar possíveis traumas causados pela prática de esportes”, explica o Dr. Marcelo Maia (@dr.marcelomaia), médico oftalmologista.
Aquele futebol do final de semana, por exemplo, aparentemente inofensivo, pede uma atenção especial por parte dos jogadores que têm distúrbios de refração, como miopia e hipermetropia. “Essas pessoas precisam usar óculos adequados, que apresentam alta resistência ao impacto e proteção contra a radiação solar”, frisa o oftalmologista.
Os cuidados precisam ser adotados em todas as modalidades. No caso da natação, o óculos é utilizado para manter os olhos a salvo do cloro usado na piscina e auxiliar a visão do nadador. “Em esportes como o ciclismo e o vôlei de praia, o óculos evita o contato com ciscos, como a areia, além de preservar os olhos contra os raios UVA e UVB”, explica Marcelo Maia que destaca a necessidade de se prestar atenção na hora de realizar movimentos para que eles não atinjam sua visão (descolamento de retina, fratura de órbita e inflamações).
Vale informar que – no âmbito de esportes aquáticos – o usuário de lentes de contato não deve utilizá-las enquanto estiver em ambiente com água, já que há o risco de infecção grave por Acanthamoeba, mesmo com o uso de óculos de natação. Quem prefere se exercitar na água deve utilizar óculos específicos, que protegem contra cloro e areia e são de uso mais comum.
Trauma ocular & esportes
Ocupando a quarta posição no quesito frequência, vindo depois de traumas ocorridos na rua, em casa e no trabalho, o trauma ocular pode ser prevenido em 90% dos casos. O futebol é considerado a principal causa, mas tênis, vôlei e basquete também registram problemas dessa natureza de forma significativa.
Nos EUA, cerca de 38 mil olhos são afetados anualmente durante a prática de esportes. “Os óculos são de suma importância para a prevenção e deveriam ser utilizados como acessórios de proteção”, salienta o oftalmologista. “Para quem pratica esporte exposto ao sol, o uso de lentes de filtro UV precisa ser levado em consideração”, complementa. A opção indicada é a lente oftálmica, que resiste aos grandes impactos.
Você pratica esportes? Então fique de olho nessas dicas:
– Independente da exigência (ou não) por parte da liga esportiva, use proteção adequada para os olhos (lentes de policarbonato ou máscaras).
– Quem usa óculos ou lentes de contato precisa utilizar óculos de proteção adequados, pois os acessórios comuns não oferecem proteção suficiente ao olho.
– Quem possui visão em apenas um olho ou teve alguma lesão ocular não deve participar de esportes voltados para as artes marciais. O risco de ferimentos graves adicionais podem levar à cegueira.
– Óculos de proteção esportiva precisam ser trocados quando danificados ou em decorrência do tempo, pois perdem suas propriedades protetoras.
Gabriela Bandeira
Comunicativa, antenada e com atuação há mais de 16 anos na área de assessoria de comunicação, Gabriela Bandeira é jornalista formada pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), com curso de extensão na Universidade de Jornalismo de Santiago de Compostela (Espanha). Em 2019, reuniu toda a sua experiência e expertise em comunicação estratégica e conteúdos digitais, com atuação há mais de 12 anos no segmento de shopping center, e abriu a própria agência: a Comunicando Ideias. Filiada à Associação Brasileira de Agências de Comunicação (ABRACOM), possui alcance na Bahia e outros estados do Nordeste.