PROJETO AXÉ PROMOVE ENCONTROS VIRTUAIS PARA ESTENDER AÇÕES ARTEEDUCATIVAS

 

Há 30 anos, em 1 de junho de 1990, o Brasil consolidava seu processo de democracia, globalização e capitalismo. Nesta ambiência, nasce o Projeto Axé, um sonho de reinventar a Educação para proteger, acolher e defender crianças, adolescentes, jovens e suas famílias do desfavorecimento social, cultural e econômico. A inspiração institucional persiste com a ideia de ressignificar o mundo para a formação de pessoas autônomas, cidadãs e criativas para uma sociedade mais justa, inovadora e solidária.

Ao longo desse tempo, legiões de pessoas colaboraram e compartilharam suas vidas, competências e comprometimento conduzindo o propósito de ArteEducar.

O Projeto Axé acredita que Arte é Educação. E, para fortalecer essa missão, decidiram conectar gerações de gestores, educadores, educandos, parceiros, colaboradores, amigos e as famílias de todos os envolvidos nessa caminhada do Projeto Axé. Por meio de plataformas digitais, com mensagens e encontros virtuais, irão relembrar acontecimentos, compartilhar emoções, estender ações para acolher a história dessa comunidade construída e manter sempre vivo o propósito de ArteEducar.

Saiba como doar e contribuir com o Projeto Axé através de depósitos identificados:

TITULAR: CENTRO PROJETO AXÉ
CNPJ: 63.225.981/0001-95

BANCO ITAÚ S/A
AG: 0129
CC: 04490-5

BRADESCO S/A
AG: 3650
CC: 9156-1

BANCO DO BRASIL
AG: 2967-X
CC: 26964-6

Sobre o Projeto Axé

Fundado em 1 de junho de 1990, o Projeto Axé alcança 30 anos de atividades na Cidade de Salvador, na Bahia, acolhendo e atendendo mais de 30 mil crianças, adolescentes e jovens afro- descendentes e suas famílias em situação de extrema pobreza. Nesse contexto, o Projeto Axé foi implantado com o objetivo de promover uma transformação social por meio da ArteEducação.

O projeto implanta a prática de atendimento ArteEducativo em artes plásticas, dança, capoeira, música, moda e estamparia, já tendo realizado interações com circo, teatro e cinema. As crianças, adolescentes e jovens atendidos pelo Projeto Axé exercitam a ética e a estética da diferença; configurado no respeito e apreciação da singularidade de cada um, seja na forma como ele se expressa corporalmente ou no que apreende artisticamente.

O Projeto Axé beneficia anualmente 1.200 educandos entre acolhimento via educação de rua e atendimento nas Unidades ArteEducativas. A diretriz de 2020 contempla 420 educandos (dos iniciantes aos profissionalizantes) que estão em processo de formação ArteEducativa e inseridos na escola formal, oriundos de vários pontos da cidade de Salvador. Suas atividades são processadas nas Unidades ArteEducativas do Projeto Axé, situadas no Pelourinho e Baixa do Sapateiro, em Salvador.

Gabriela Bandeira
Comunicativa, antenada e com atuação há mais de 16 anos na área de assessoria de comunicação, Gabriela Bandeira é jornalista formada pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), com curso de extensão na Universidade de Jornalismo de Santiago de Compostela (Espanha). Em 2019, reuniu toda a sua experiência e expertise em comunicação estratégica e conteúdos digitais, com atuação há mais de 12 anos no segmento de shopping center, e abriu a própria agência: a Comunicando Ideias. Filiada à Associação Brasileira de Agências de Comunicação (ABRACOM), possui alcance na Bahia e outros estados do Nordeste.