Quando o cuidado com a beleza interfere na fertilidade masculina

Na alta estação, cresce a busca pelo corpo perfeito e, consequentemente, a utilização de produtos que podem trazer danos irreversíveis à saúde. Entre o público masculino, um dos mais populares quando o assunto é a “boa forma”, é o anabolizante.

“O anabolizante desregula a produção dos hormônios responsáveis por atuar na fertilidade. O uso em excesso ou prolongado pode desencadear a dificuldade de atuação dos espermatozoides ou até mesmo a infertilidade”, explica a Dra. Sofia Andrade. “Substâncias que trazem como base o hormônio da testosterona podem apresentar danos diretos quanto à fertilidade masculina. Inclusive, é constatado que em parte dos casos, os homens podem apresentar uma redução brusca quanto ao número de espermatozoides produzidos”, complementa.

Apesar de muitos acharem que a mulher tem mais chances de apresentar infertilidade do que o homem, estudos comprovam que o nível para que uma mulher seja infértil está na mesma proporção do que o homem está (em média  de 40%) para casais da mesma faixa etária. “Com a inibição da produção de espermatozoides, a chance para engravidar uma mulher diminui. A azoospermia se estabelece como a ocorrência de esterilidade por ausência de espermatozoides e pode ocorrer de acordo com o período de tempo que o anabolizante foi tomado e a sua dosagem”, informa a médica.

Quanto maior a dose e o tempo de utilização, maiores são os riscos para que ocorra a esterilidade e o efeito pode ser permanente. “A presença de esteróides androgênicos anabólicos contidos nos anabolizantes faz com que o organismo envie mensagens de bloqueio para as funções do testículo. Mesmo não havendo um quadro de esterilidade, a fertilidade masculina pode ficar comprometida temporariamente e sem um prazo determinado de volta”, afirma Dra. Sofia Andrade.

Vale informar que os anabolizantes possuem altos níveis de testosterona, o principal hormônio masculino presente e produzido nos testículos. Esses hormônios atuam estimulando o volume de massa muscular e o seu crescimento, além da retenção de líquidos dentro das fibras dos músculos. Os anabolizantes também causam mudanças de humor, que também são fatores que desencadeiam maior probabilidade ainda quanto a disfunção para a fertilidade. 

Gabriela Bandeira
Comunicativa, antenada e com atuação há mais de 16 anos na área de assessoria de comunicação, Gabriela Bandeira é jornalista formada pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), com curso de extensão na Universidade de Jornalismo de Santiago de Compostela (Espanha). Em 2019, reuniu toda a sua experiência e expertise em comunicação estratégica e conteúdos digitais, com atuação há mais de 12 anos no segmento de shopping center, e abriu a própria agência: a Comunicando Ideias. Filiada à Associação Brasileira de Agências de Comunicação (ABRACOM), possui alcance na Bahia e outros estados do Nordeste.