A pediatra Juliana Cabral de Oliveira explica a importância da consulta pré-natal para o desenvolvimento da criança e orientação adequada aos pais

O pré-natal é uma etapa fundamental, não apenas para garantir uma gestação tranquila e segura, mas também para ajudar as crianças a alcançarem seu potencial mais saudável já a partir do primeiro dia de vida. A consulta pediátrica pré-natal deve ser realizada no último trimestre de gestação com o pediatra escolhido para acompanhar o bebê assim que ele nascer. Para a pediatra Juliana Cabral de Oliveira, que é pós-graduada em Nutrição Pediátrica pela Boston University (EUA), a inserção do pediatra ao final da gravidez representa a oportunidade de antecipar os riscos, prevenir doenças e oferecer toda a assistência médica necessária para o recém-nascido.

O período dos primeiros mil e cem dias de vida – que soma os 90 dias antes da concepção com os 280 dias da gestação e as 730 dias até que o bebê complete dois anos de idade – é a fase mais importante para o desenvolvimento físico e mental, sendo decisiva para a definição da saúde da criança e do futuro adulto, explica Juliana. “Nesse período, acontece a chamada janela de oportunidades, sendo também o momento mais vulnerável do crescimento e desenvolvimento. Nele há a formação dos sistemas nervoso e imunológico além da formação da microbiota intestinal e a criação de bons hábitos alimentares que definirão a saúde do futuro adulto”.

Nesse período, a morbimortalidade infantil pode ser reduzida por intervenções adequadas da família, do obstetra e do pediatra. O pré-natal bem estruturado, nutrição e suplementação adequadas na gestação, realização de exames complementares, orientação médica, a presença do pediatra em sala de parto e o acompanhamento através de consultas de puericultura desde a primeira semana de vida tem o objetivo de promover e proteger a saúde das crianças através de uma atenção integral e focada em suas particularidades.

De acordo com a pediatra, a consulta pediátrica durante o pré-natal é o primeiro passo para estabelecer um relacionamento de confiança e apoio médico para a família. “Além de responder aos questionamentos dos pais em relação à chegada do bebê, uma consulta pré-natal ajuda a antecipar desafios pouco reconhecidos nesse período. Podemos indicar estratégias parentais positivas para ajudar a reduzir os efeitos do estresse na vida da família, orientar sobre os principais tópicos como amamentação, segurança e higiene do bebê, necessidade de produtos adequados e essenciais e a imunização dos membros da família para a proteção do recém-nascido”, explica a médica.