Mulheres mães, fontes de inspiração, ganham homenagem da San Paolo Gelateria

“Ser mãe não tem receita e não tem um só sabor. Alguns dias são mais doces, outros podem nos deixar perdidas entre tantas possibilidades. A gente precisa equilibrar as tarefas, experimentar cada sentimento, sem esquecer se escolher ser, cada vez mais, nós mesmas… Descobrir o que nos inspira de verdade.”

No turbilhão da vida, estamos constantemente em movimento: gerenciando tudo, trabalhando incansavelmente, e quando nossos filhos chegam, parece que o termômetro explode, sentimos um arrebatamento de amor e dedicação. Nos entregamos totalmente, assumimos turnos extras, e num piscar de olhos, finda-se o dia e já é hora de recomeçar tudo novamente. Toda mãe sabe, na pele, o que significa esse turbilhão de emoções. Por isso, para deixar ainda mais especial este Dia das Mães, a San Paulo lançou a ação “Ganhe um gelato pra chamar de seu”. De 10 a 12 de maio de 2024, ao adquirir um gelato de qualquer tamanho, seja no copo ou no cone, a mamãe que levar sua cria à gelateria, ganha uma peça igual do mesmo tamanho, no sabor que preferir. Queremos criar memórias doces nesta data especial!

A San Paolo Gelato reconhece que, mesmo com as responsabilidades aparentemente infinitas, desde preparar as lancheiras das crianças, escolher a cor da meia, até tomar decisões importantes sobre o futuro, são os pequenos prazeres, as singelas alegrias, que suavizam o peso das demandas ao longo do dia. Eles nos completam e nos trazem respiros de felicidade.

Divulgação San Paolo

Valorizando cada uma dessas histórias, buscamos mães para mostrar o quanto isso importa. E é na narrativa das mães inspiradoras, que encontramos um farol de esperança e resiliência.

“Todos os dias, acordo cedo, preparo o café da manhã para meus filhos com tanto carinho, ponho tudo em ordem. Então, me transformo em empresária, dando o melhor de mim para que cada gelato traga um sorriso aos nossos clientes. Mas no meio dessa correria, sei que é essencial reservar um tempo para mim mesma, para recarregar as energias e lembrar que, além de mãe e empreendedora, também sou uma mulher que merece seu próprio cuidado”, conta Renata Aguiar, sócia proprietária da gelateria e mãe de 03.

Renata Aguiar

PARA INSPIRAR:
“Toda maternidade é única, só você pode escolher o seu sabor de ser mãe!”

Nessa nossa busca encontramos mulheres que se destacam não apenas como profissionais exemplares e mães dedicadas, mas também como indivíduos que valorizam e priorizam momentos de auto-prazer e indulgência. Este é o retrato de uma nova era onde o equilíbrio entre a vida profissional, a maternidade e o autocuidado se torna essencial para a saúde mental e física.

Em conversa com Nardele Gomes, jornalista, escritora, mentora de negócios digitais femininos e mãe de Cecília, de 9 anos, que desempenha o papel de contadora de histórias tanto em sua profissão quanto em sua jornada pessoal, ela nos contou que “equilibrar as duas jornadas, a da mãe e a da mulher, nunca foi fácil, mas é sim possível. O importante é abrir mão da necessidade de controlar tudo e saborear o dia a dia, em suas dificuldades e nas alegrias também”.

Nardele Gomes

Karina Waxman, editora da coluna social BN Hall, do Bahia Notícias, exemplifica bem essa dinâmica. Entre o site, seu trabalho como mestre de cerimônia, gestora da empresa WXN Comunicação e o acompanhamento dos filhos Bruno e Rafael, ela não abre mão de ter um tempo para si. “Acredito que é essencial nos reconhecermos enquanto mulheres que querem sair, viajar, tomar um vinho com amigos ou apenas contemplar a vida. Os meus filhos são o que tenho de mais importante no mundo, mas esse equilíbrio é necessário. Mães felizes criam filhos felizes”.

Karina Waxman

“Um dia eu parei, olhei aquela montanha de coisas que eu continuava tendo pra fazer e entendi que se eu não criasse momentos de respiro e de prazer no meio dos meus dias, eu seria engolida. Pelo turbilhão das coisas cotidianas que nunca acabam. E pelo tempo”.

O relato marcante de Nyala Cardoso, empresária, estilista da Vuá, e mãe do coração de Carime, 16 anos, atravessou cada um de nós da San Paolo enquanto coletávamos depoimentos para esta matéria.

Nyala Cardoso

Dra Vivi Rabelo, mãe de 02 filhos, empreendedora, empresária e cirurgiã dentista, já está totalmente adaptada a atender pacientes em sua clínica de Harmonização Orofacial e viajar para cursos e palestras. “Como essa foi a minha a escolha profissional, busco criar ambientes de leveza e alegria em meu ambiente de trabalho, assim sigo feliz vivendo o meu propósito e não deixo a bateria descarregar!”, afirma.

Vivi Rabelo

Muitas outras mães estão percebendo que a busca pelo sucesso profissional e um bom relacionamento com os filhos também inclui momentos de lazer e autocuidado. Psicólogos afirmam que esta é uma abordagem saudável. “O autocuidado é essencial para o bem-estar geral. Mães que dedicam tempo para si mesmas demonstram melhor capacidade de gerenciamento de estresse e maior satisfação pessoal,” explica Isabella Assis, graduada em psicologia e especialista em Neurociência.

Isabella Assis

Conciliar uma carreira exigente com as demandas amorosas da maternidade é um desafio que exige determinação e organização, como experimentado por Silvana Freire, jornalista e apresentadora. No entanto, ao encontrar o melhor equilíbrio, Silvana se tornou não apenas uma voz poderosa nas redações, mas também uma inspiração para outras mães que buscam conciliar suas paixões profissionais com a criação de seus filhos.

“Marina é a minha prioridade. Acredito que um bebê nessa fase, até os dois anos, merece e precisa dessa atenção, dos pais pertinho. Eu não delego o que posso fazer estando em casa, é banho, almoço tudo que eu puder vivenciar com ela. Agora estou num momento profissional que me possibilita estar ainda mais com ela, essa semana ela começou a falar “bom dia“ quando acorda, é a vida mais linda!!! Não há uma forma melhor de começar o meu dia do que ouvindo isso com toda a sua doçura! Para mim, a maternidade é um grande presente que me transformou por completo”, declara Silvana.

Silvana Freire

Alcançar esse equilíbrio é desafiador, especialmente considerando as expectativas tradicionais da sociedade sobre o papel das mulheres como cuidadoras primárias. A organização e uma rede de apoio sólida são fundamentais, incluindo parceiros, familiares ou serviços de cuidados infantis.

Saindo na frente em favor do bem estar dessas mulheres, algumas empresas desempenham um papel importante nesse equilíbrio, oferecendo políticas de trabalho flexíveis e programas de bem-estar para seus funcionários. Para Carol Dantas, funcionária da San Paolo, essas políticas são fundamentais para permitir que mães trabalhadoras desempenhem com excelência todos os papéis que ocupam em suas vidas.

“A cobrança de si mesmo existe no profissional e pessoal na correria do dia a dia, porque quero dar conta de tudo, mas é preciso ter um momento de autocuidado comigo mesma e é nesses programas de bem-estar que acabo me reencontrando, e sempre buscando ser uma mãe e profissional melhor”, compartilha Carol.

Carol Dantas

Histórias como as de Karina, Vivi, Sica, Carol, Nardele, Nyala e tantas outras são verdadeiras fontes de inspiração em um mundo onde as demandas são constantes e o tempo parece um recurso escasso. Elas nos lembram da importância de reservar um tempo para nós mesmos, de nos permitir desfrutar dos pequenos prazeres da vida que estão ao nosso redor, esperando para serem descobertos. Esses pequenos prazeres são como colheradas de felicidade que nos tornam mais completos e nos lembram da essência da vida.