Originalmente soteropolitana, a GulliGutti nasceu de uma incansável busca por uma bebida cremosa, com ingredientes selecionados e que fosse diferente do que já existia no mercado.

Tudo teve início em março do ano passado, quando começou a pandemia. O empresário Gustavo Costa, de 33 anos, iniciou uma brincadeira despretensiosa de testar receitas de coquetel e sair distribuindo para os seus amigos provarem durante a quarentena.
O retorno foi tão positivo, que ele começou a comprar garrafas de plástico e a comercializar a bebida. Na expectativa do São João, os amigos e familiares começaram a cobrar por um produto de melhor apresentação e foi daí que Gustavo buscou se especializar e viu a oportunidade de expandir o seu negócio.

Resultado: hoje, a GulliGutti está em ascensão e já marca presença em mais de 27 cidades baianas. @gulligutti